IAPO Americas

É hora de colaboração entre grupos de pacientes e agências reguladoras

30 Janeiro 2015

A Aliança Internacional de Organizações de Pacientes (IAPO) e a Alianza Latina se reuniram para debater com os principais nomes na área de saúde e discutir a contribuição de pacientes e organizações de pacientes na regulação de medicamentos, visando garantir que seja oferecido aos pacientes o acesso à assistência médica segura e de qualidade.

Cerca de 100 especialistas em saúde, incluindo especialistas de organizações de pacientes, autoridades reguladoras de medicamentos, universidades e indústria, discutiram o papel crítico que os pacientes devem desempenhar na regulação de medicamentos para a obtenção de uma cobertura de saúde universal – no qual cada pessoa tem acesso aos serviços de saúde de que precisa.
Eva Maria Ruiz de Castilla, Membro do Comitê Diretor da IAPO afirmou: “Toda assistência de saúde deveria ouvir a voz do paciente e a regulação de medicamentos não é exceção. Solicitamos às autoridades reguladoras de medicamentos que tomem todas as medidas necessárias para que os pacientes fiquem em primeiro plano.” 

Especialistas como Aline Silveira, do Ministério da Saúde brasileiro, José Luis Castro, da Organização Mundial de Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde, e o advogado de pacientes, Tiago Farina, do Instituto Oncoguia, Brasil, conduziram discussões sobre os problemas urgentes para a regulação de medicamentos atualmente. Os palestrantes reafirmaram que todos seremos pacientes, se não agora, um dia, e que os pacientes são especialistas na própria saúde.

Organizações de pacientes, autoridades reguladoras de medicamentos e muitos outros debateram como a inclusão de pacientes em todas as etapas da regulação poderia aumentar a segurança e o acesso ao tratamento. Reconheceu-se que o conhecimento dos processos regulatórios e científicos por parte dos pacientes não deveria ser uma barreira para o seu envolvimento na tomada de decisões, mas que governos e grupos de pacientes deveriam aumentar os esforços para educar e dar poder de decisão aos pacientes, de modo que eles possam ter um envolvimento significativo, do ponto de vista individual e coletivo, no planejamento e na oferta de assistência médica.

A reunião foi organizada pela Aliança Internacional de Organizações de Pacientes e a Alianza Latina, que representam pacientes em todo o mundo. Carolina Cohen, da Alianza Latina, afirmou: “A reunião foi um grande sucesso. A partir de agora, espero ver pacientes e autoridades reguladoras de medicamentos trabalhando lado a lado para obter uma melhor assistência médica para todos.

Blog Category

Compartilhando notícias sobre biossimilares